sábado, 14 de março de 2009

Sexto capítulo: Charlie

Depois de três dias voltei a frequentar as aulas por insistência das inspetoras. As aulas foram desinteressantes, mas no intervalo tive um deja vu, o xerife da cidade vinha em minha direção
-Sou o xerife...
-Sim eu sei nos vimos há poucos dias atrás- disse o interrompendo
-Bem... Eu gostaria de conversar novamente com você sobre a Lucy
Por uma coincidência um tanto sarcástica o sinal para a próxima aula tocou.
-Pode ser depois? Tenho aula agora.
-São só algumas perguntas, é rápido.
-Eu tenho prova agora – menti- Pode falar enquanto andamos?
-Sim claro, vamos... Bem, onde você estava no dia...
-Sai com uma pessoa, por quê?-o interrompi de novo
-Que horas?
-Das nove as onze, por quê?
-Onde vocês foram?
-Praia... Deixa-me ver se entendi, acha que a matei?- paramos no meio do corredor-Claro culpe a delinquente. Licença, agora eu preciso ir para a aula- deixei o xerife para trás.
Na porta encontrei James.
-O que você disse para ele?
-Eu a matei sua voz irritante me enjoava.
-E?
-Depois ele vai vir com um mandato de prisão para mim.
-Que seja Nikki.
-Tchau.
Entrei na classe ignorando qualquer coisa que eu tenha dito, procurando a carteira do fundo para dormir.
-Não sei se você tem muita sorte ou grande azar
Olhei para quem tinha falado, era uma garota.
-Por quê?
-Você só está namorando um dos cinco garotos mais gatos do colégio. Tem um monte de patricinha com raiva.
-Não estou namorando ele. Provavelmente as patricinhas são todas amigas da Lucy. De qualquer jeito, você é nova aqui?
-Não, mas também com a voz irritante da Lucy era difícil perceber algo
Assenti.
-A propósito sou Charlie Smith - disse a garota de olhos e cabelos pretos com um sorriso e a mão estendida.
-Prazer - disse estendendo a mão também- Me chame de...
-Não precisa se apresentar- disse ela me interrompendo – Em uma escola onde o mais incorreto que os alunos fazem é combinar sapatos pretos com vestido florido, uma garota expulsa no meio do ano de outra escola é uma noticia que se espalha rápido.
-Verdade, que droga
-Então porque você foi expulsa?
-Uma patricinha de vestido florido e sapato preto precisava de uns socos
-Entendo. Aí você foi expulsa?
-Exatamente.
Depois de muito conversarmos percebi que Charlie era bem legal e que fazíamos quase todas as nossas aulas juntas, e que provavelmente era a única garota decente naquela droga de lugar.
-Tenho que trabalhar, depois a gente se vê! - disse se despedindo.
Despedi-me e como sempre, fui para a biblioteca, já não aguentava mais ficar no quarto. Pequei um livro que estava na mesa, mas pelo meu azar era um dos livros que eu mais odiava... ”Romeu e Julieta” dois jovens apaixonados morrendo por um amor impossível, meigo, mas um desperdício de juventude.
-Você não parece do tipo que lê isso.
-Estou quase vomitando - me virei para ele -Você não consegue iniciar uma conversa como um ser humano normal?
James sentou do meu lado tirou o livro da minha mão folheou-o, e o jogou de lado.
-Você realmente falou que matou a Lucy?
-Para um vampiro você e meio lerdo na hora de entender sarcasmo.
Olhou sério para mim, não falou nada, pegou o livro, leu, ou fingiu que o leu, depois de escolher as palavras, continuou.
-Então ele não vai vir te prender?
-Não!
-Que bom, realmente tinha ficado preocupado com você.
Dessa vez eu que tinha ficado sem palavras.
-Aah... Mas ele está realmente achando que eu a matei.
-Porque ele acha isso?
-Por eu ser a droga de uma delinqüente!
-Faz sentido- ficou um tempo pensativo - Acho que sei como o fazer esquecer de você. O que você vai fazer esse fim de semana?
Droga pensei, tantos fins de semana e ele tinha que perguntar justo desse.
-Vou ficar no quarto comemorando mais um ano que me aproximo da morte- sussurrei mesmo sabendo que ele escutaria.
-Vai ser seu aniversário! - falou com uma excitação desnecessária – Isso é perfeito, preciso arrumar umas coisas depois a gente se vê.
Levantou-se e em poucos segundos já estava fora de vista.
-Fodeu - a única palavra que me veio à mente naquele momento.

18 comentários:

Galego disse...

Veja só que interessante... Muito boas essas história, continue assim! Blood Kisses ^^

bruna disse...

estou escrevendo do computador da escola e nao da para ler a historia, mas o pouco que li adorei continuem assim

Mario Carneiro disse...

Vim aqui por curiosidade, já que estava seguindo meu blog... mas e não é que gostei mesmo das histórias? Continue assim, tá bem legal. Abraços!

LoReNa PiNtO disse...

Não consigo Vizualizar o Capitulo Sete U_U''

- Paam_ disse...

Apenas pelo prólogo me interessei ;D
Obrigada por seguir o meu blog,tbm serei seguido das suas fluentes histórias..
Beijinhus!

╬ Nothing has sense ╬ Felipesfr disse...

humm.. ta ficando interessante..
ta perfeito..

quem vem depois?
viciei em seu blog...
vou começar a divulgar seu blog no meu.. ok?

as pessoas tem que ver um blog bom como o seu :)

no meu perfil, tem meu msn.. me add lá..

Gilvânia C. Duarte disse...

olá! estou acompanhando seu blog, e gostei muito.

Beijos*

Äмbзr Gïrℓ ⅞ disse...

blog lindo, amei o conto, estou a companhando e espero a próxima postagem. acompanharei a história daqui em diante, adoro contos, e vc tem um estilo muito chamativo e amarrado ao escrever um história cativante!
bjs

http://misskidha.blogspot.com/

May disse...

Li de cabo a rabo seu texto e adorei! dá vontade de saber mais... imaginar as próximas cenas.
espero ansiosa o próximo post!

bjos! =)

╬ Nothing has sense ╬ Felipesfr disse...

tem selo pra ti lá em meu blog..

BLOG de OURO

Licínia Ramizete disse...

Seu estilo de escrita é muito bom! Dosagem correta de suspense numa leitura suave e gostosa! Parabéns!
Licínia Ramizete

Nicole disse...

puta mano vc escreve bem pra caralho, quando eu cresce quero escreve que nem vc.
mas no momento do escrevendo uma parodia de crepúsculo mostrando o jeito que adolescentes realmente deviam ser naquele livro: http://lixodocrepusculo.blogspot.com/
entra ai ve o que vc acha!!

Cícerox disse...

Em doses homeopáticas venho te lendo e sempre me envolvendo...de qualquer forma aí está... http://insonnes.blogspot.com/, a continução esperada por ti!

Abraços!

Sweet Patty disse...

Adorei a história!

Ronaldo Ventura disse...

Achei!!!!

Agora vou ler do ínicio!

(estou totalmente sem voz)

Andrielly disse...

obrigada por seguir meu blog..
vou seguir o seu também
adorei a história
bejão ;***

Anônimo disse...

Excelente história...muito ....
Espero continuar lendo e lendo...entretendo minha mente enquanto cruzo o tempo :)

Saudações...
D.M.Trovald

Anne disse...

Mtoo foda seu blog!!!
Adoreiii :D
^^